sábado, 1 de dezembro de 2012

Truly, Madly, Deeply - 3º Capitulo

          No dia seguinte, manhã de domingo, Victoria acorda cedo, antes mesmo do sol terminar de nascer, mas ficou deitada até perceber que auguem já estivesse acordado, mas o sinal que ela teve, digamos... não foi o que ela esperava, certos rangidos e barulhos "estranhos" e na hora mais errada possível deu vontade de ir ao banheiro. Mas parece que de madrugada, quanto menos a gente quer fazer barulho mais faz. Quando ela se levanta, anda cuidadosamente até a porta, mas como ainda estava meio escuro ela não vê um móvel no meio do quarto e esmaga o dedinho do pé e arrasta o móvel de lugar, fazendo barulho, sem poder gritar ela se controla.


          Quando a dor passa ela percebe que os barulhos cessaram, então ela para no canto e espera pra ver se os rangidos voltam, com menos de um minuto eles estavam de volta. Ela saiu para o corredor e conforme ela vai andando e se aproximando do quarto do Louis os barulhos aumentavam, então ela achou melhor andar do outro lado do corredor, foi até o banheiro e voltou pro quarto, onde esperou até amanhecer e o café da manhã ser servido.
           De 07:00 Victoria desce as escadas de pijama mesmo e morrendo de frio no outono Britânico.


            Ainda não tinha ninguém na messa quando ela chegou, então ela pode pegar a cadeira mais perto da cozinha para pegar o calorzinho do fogão. Com cara de sono e já no seu 3º bocejo ela vê o Louis descendo as escadas e logo em seguida uma morena, magra e bem feita logo os seus pensamentos são esclarecidos: Aquela era a Eleanor e que aqueles "barulhos estranhos" tinham participação dela. O Louis apresenta para Eleanor a Victoria. Todos na messas percebem o ciumes e a antipatia dela, o garoto do quarto ao lado do da Victoria, chamado Carlos, até tira onda com o Louis dizendo: "Mas já?" 
           No domingo ela não fez muitas coisas, só se preparou para o 1º dia de aula. Já no dia seguinte foi bem agitado e o dia começou cedo, já mais acostumada com o horário de verão ela se acordou um pouco mais tarde, já na hora do café da manhã e foi pra faculdade. Como já era o esperado ela encontrou com Niall em todas as aulas e conversando com ele, ela descobriu que ele era adiantado dois anos e só tinha 16. Ao longo do ano eles viraram BFF.
          Durante o 1º ano na Inglaterra, Louis ficou amigo de Victoria, porém, ao mesmo tempo que a amizade deles evoluía, alguma coisa, secretamente, alimentava uma paixão platônica, que até Victoria desconhecia, só foi descobrir quando uma bomba estourou: A Eleanor estava gravida, e por causa disso Louis pediu a mão dela em casamento! Isso doeu na Victoria, de um jeito que ela não poderia imaginar.
          Essa noticia veio quando Victoria já estava à mais de 3 messes na faculdade, mas ainda estava na republica, porque já estava enturmada com os outros estudantes e pra não ficar sozinha, mas no mesmo mês que descobriram a gravidez ela não mais se sentiu mais confortável morando na mesma casa que o Louis morava e se mudou para um flete de 3 quartos, caro e bem mais distante do Campus, mas foi o primeiro que ela achou pra sair da republica. Em compensação a nova moradia era mais perto da republica do Niall e sempre que o pranto subia ele estava lá pra consola-la.


          Eu disse que a Eleanor estava gravida, mas não disse de quem. Certo? Pois então, o Louis, coitado, foi para todos os exames junto com ela. Ele fez todas as obrigações do papai presente, mas perto da 36º semana (8 messes) um louco começa a seguir Eleanor, até que um dia Louis pega o carinha e Eleanor em uma conversa nada calma na rua da republica, e vai defender a noiva:

Louis: O que esta acontecendo aqui? - ficando de frente com o cara ele percebe que estava falando com o capitão do time de basquete da Universidade, Tom Dayles.
Tom: Ah, então é você o noivo da Eleanor?
Louis: Sou sim. E por que você estava falando daquele jeito com ele?
Eleanor: Porque ele é um louco e os Anabolizantes devem estar afetando ele
Tom: Não são os Anabolizantes, até porque eu não tomo isso. E eu tenho uma coisa pra falar pra você: Esse filho que ela esta esperando, não é seu, ele é meu!
Louis: Isso é verdade Eleanor? - olhando pra ela e querendo uma resposta
Eleanor: É claro que não! 
Tom: Você vai acreditar nessa biscate... - interrompido 
Eleanor: Olha lá como você fala de mim!
Louis: DEIXE ELE FALAR!!! - gritando e calando ela
Tom: Como eu estava falando: Ela é uma biscate e não presta. Depois do jogo, eu não sei como, ela entrou no vestiário com Vodka e me seduziu. E isso faz exatamente 8 messes e eu quero um exame de DNA, porque se o filho é meu eu quero cuidar, foi assim que o meu pai me ensinou!
Eleanor: AAAAAAAAAAAAAAAAAII!!! - gritando e chamando a atenção dos dois - AAAII AAAII tá DOENDO
Louis: Sera que é a bolsa? 
Tom: Mas não tá no tempo!!
Eleanor: Mas tá doendo muito AAAAAAAII!!!

          Na mesma hora Tom para um táxi e os três entram e partem para o hospital, sem levar uma roupa para o bebê. E Louis teve a ideia de ligar para Victoria e pedir par ela levar a bolsa do bebê para o hospital.

~le telefone tocando~
xxx: Aló!
Louis: Aló, quem é que tá falando? - estranhou a voz de homem
xxx: Niall, e você deve ser o Louis!
Louis: Sou... sim... mas como você sabe o meu nome? - desconfiado
Niall: Sabendo! Vou passar pra ela. - passa o telefone
Victoria: Aló! - ela se anima porque era o Louis que estava ligando
Louis: Victoria, eu vou precisar muito da sua ajuda. Parece que a bolsa da Eleanor estourou e nos estamos indo para o hospital e não deu tempo de pegar a bolsa do bebê no meu quarto, sera que você pode ir lá na republica pegar pra mim? 
Victoria: Mas já? Mas não era para daqui a um mês? - sem entender
Louis: Era, mas... eu não sei, vá pro hospital que eu te conto a história toda. E eu acho melhor você pedir ajuda desse seu amigo que esta ai, porque a bolsa é pesada. 
Victoria: Tá certo, eu já estou indo, me ligue quando nascer.
Louis: Tá certo - eles não puderam se despedir porque Eleanor teve uma contração e gritou antes que eles pudessem.

          Victoria chamou Niall par ir com ela e como já era quase verão e eles não tinham carro, foram de correndo de bicicleta, sorte que o hospital e a republica não eram tão longe.


         Quando eles chegaram no hospital, Eleanor já tinha entrado para a sala de parto. O medico explicou que bebê veio antes um pouco do tempo porque ela se esforçou, ou teve uma grande emoção (opção 2). Assim que o bebê nasceu fizeram um teste de DNA e contataram que o filho era de Tom, mas quem escolheu o nome do menino foi Louis que o batizou de Nicolas. Depois, Louis fez questão de apagar Eleanor da vida dele, mas ficou as férias de verão toda dentro do quarto. Victoria tentou leva-lo pra Itália e distrair. Niall também não pode ir porque também estava com saudades de casa e foi pra Irlanda.
         Victoria foi sozinha pra Itália e voltou com duas primas, Rebeca e Ingrid, pra fazer faculdade, uma de Musica e a outra de Fotografia.
...

Nenhum comentário:

Postar um comentário