domingo, 2 de dezembro de 2012

Truly, Madly, Deeply - 5º Capitulo

          Enquanto Rebeca ficava amiga de Liam, Ingrid conhecia outro garoto nos jardins do Campus.
          Como ela fazia a faculdade de fotografia ela precisava exercitar e de vez em quando, entre uma aula e outra ela ficava nos jardins mais floridos do campus tirando várias fotos. Um dos melhores lugares pra tirar foto era no prédio de teatro que tinha um canteiro cheio de tulipas, de todas as cores. Certo dia ela estava distraída tirando fotos de uma joaninha que quando ela se virou levou um susto, tinha um menino que ela nunca viu na vida que estava observando ela tirar foto e do nada ele começou a andar na direção dela.

Menino: Oi!
Ingrid: O-oi!
Menino: Tá tirando foto pra que? - puxando assunto
Ingrid: Pra faculdade.
Menino: Fotografia?
Ingrid: É! - tímida
Menino: Você só gosta tirar foto de plantas?
Ingrid: Não, eu prefiro tirar de gente, mas eu não quero incomodar.
Menino: Se você quiser eu posso ser o seu modelo. Sera que eu sirvo?
Ingrid: Claro que serve, você um moreno lindo, olhos encantadores, mas e o sorriso? - nessa hora ele sorrir. É o combo perfeito! Ela tira algumas fotos.

 
Ingrid: Qual o seu nome?
Menino: Zain Malik, e o seu?
Ingrid: Ingrid Gerevini
Zain: Italiana?
Ingrid: É!
Zain: A gente tem que tirar mais fotos.
Ingrid: Com certeza!

          Eles passaram cerca de um mês andando junto pra tirar foto pelo campus e ficaram amigos. Um dia Zain chamou ela pra uma festa de um amigo dele, mas quando eles chegaram não tinha festa nenhuma, a casa não tinha um móvel sequer, ele tinha preparado todo um jantar pra eles só pra pedir a mão dela em namoro.


         A casa da três era bem movimentada, sempre tinha gente de fora porque ela era frequentada pelo Niall, o Liam, o Louis e pelo Zain. Com o tempo Louis começou a sumir da casa delas, trocando-as por algumas amizades erradas. Ele sempre estava em festas, em algumas até a policia aparecia. Se afundar na fara foi o jeito que ele achou pra superar a traição, mas isso estava prejudicando ele que estava faltando aula atras de aula, perdendo matéria e se dando muito mal nas provas, mas muito mal mesmo a ponto de correr um certo risco de perder o período. Quando Victoria soube disso, procurou saber se tinha algum trabalho que ajudaria Louis a se recuperar e subir as suas medias, ai ela descobriu que tinha um trabalho de língua estrangeira que ajudaria ele e poderia ser qualquer língua, o trabalho perfeito já que ela falava Italiano e Português. No mesmo instante ela foi pra republica mesmo chovendo muito.

        
          Ela chegou na republica e já chegou mandando: ele estava dormindo com ressaca da farra da noite anterior, ela o acordou, depois Victoria começou a arrumar os livros que estavam caindo da estante, pegou algumas folhas de papel e começou a escrever algumas coisas simples em Italiano, como"Ciao", "Ragazzo", "Giorno", "Notte" e "Ti amo" e deu pra ele ler e vê se ele sabia o significado de algum.

Louis: O que é que você tá fazendo aqui?
Victoria: Eu vim te ajudar. Agora veja se você entende alguma coisa - ela puxa uma cadeira, coloca na frente dele e se senta.
Louis: Eu não consigo entender nada e a minha cabeça esta estourando - bota a mão na cabeça e faz cara de dor.
Victoria: Vá tomar banho pra ver se melhora. - ela dá espaço pra ele se levanta e ir pro banheiro.

~20 minutos depois~

Victoria: Melhorou? - e entrega de novo o papel - toma!
Louis: Aham! Pra quê é isso?
Victoria: Pra te ajudar a recuperar media.
Louis: Mas eu não estou entendendo nada do que esta escrito aqui e eu não preciso de ajuda - senta na cama
Victoria: Precisa sim e você já sabe aonde estar o seu livro de língua estrangeira
Louis: Sei!
Victoria: Aonde?
Louis: Em cima da aparadeira!
Victoria: Ache! - ele se levanta e vai procurar o livro, Victoria se levanta e tenta ajudar.


Victoria: Você não percebeu que eu quero te ajudar? - sinal de que não gostou do tapa na mão
Louis: Eu não sei pra quê, se eu precisasse de ajuda eu pedia. 
Victoria: Você quer dizer que não precisa de ajuda? Por um acaso você viu o seu boletim?
Louis: Já, e eu não vejo pra quê você invadir o meu quarto.
Victoria: Devia ver de novo porque não tem uma nota azul.
Louis: Eu já disse que eu vi e posso melhorar ele sozinho
Victoria: Sera que pode mesmo?
Louis: Posso sim e você não sabe o quanto eu estou odiando quando alguem entra na minha vida.
Victoria: Eu só quero te ajudar, aqueles seus amiguinhos só estão te levando pro lado ruim da vida
Louis: Se eu estou feliz esse não é o lado ruim de vida
Victoria: Entenda, essa sua felicidade é passageira e quando for embora vai deixar um estrago.
Louis: Eu sei, mas pior é o amor. Ele é uma felicidade as pessoas pensam que vai ser pra sempre, mas ai alguma coisa acontece e se descobre que não é e fica um buraco do mesmo jeito.
Victoria: Eu pensava que a Vodka ao menos tivesse feito você esquecer ela.
Louis: Mas fez e me fez perceber que pensando melhor tem tanta gente melhor e que só de ficar pensando nela já é melhor do que todas as namoradas da minha vida toda.
Victoria: Se apaixonou de novo - olhou no olho dele - Se você não precisa da minha ajuda eu vou indo, o melhor que eu tenho a fazer é te deixar com os seus devaneios.
Louis: Mas tá chovendo muito!
Victoria: Eu estou com guarda-chuva!
Louis: Mas não é suficiente
Victoria: É sim!
Louis: Como você é teimosa!!!!
Victoria: O que? - com aquela cara 
Louis: Você é teimosa TEIMOSA!!!
Victoria: E você é um relaxado que não quer nada da vida! - desce as escadas as presas pra chegar na rua.
Louis: Eu só estou curtindo a vida do jeito que eu acho melhor e você é uma medrosa que não quer ouvir a verdade, mas querendo ou não você vai!
          Nessa hora ela entra em um táxi e em seguida Louis para outro e vai atrás dela até em casa, quando chegam lá os dois descem e a briga continua debaixo de chuva.

Victoria: Porque é que você veio atras de mim? Você não quis a minha ajuda eu sai de lá.
Louis: Eu vim pelo mesmo jeito que você foi atras de mim.
Victoria: Você vai me ajudar em que?
Louis: Você tem que aprender que não se deixa os outros falando sozinha sua mimada.
Victoria: Se eu sou mimada, você é relaxado, um besta que fica chorando por causa de uma que te traiu e fez você achar que ia ser pai.
Louis: Você acha que é fácil.
Victoria: Acho mesmo e também te acho fofo ao mesmo tempo porque fica sonhando com uma garota.
Louis: E eu te acho escandalosa e linda quando você começa a mandar em tudo.
Victoria: EU NÃO SOU ESCAND...


          Nessa hora para um táxi e descem duas pessoas, que ficam olhando o beijo e uma diz: "Ai que fofinho *.*!" e Victoria percebe que tinha algum olhando e pra pra falar.

Victoria: Tem gente olhando!
Louis: Eles não sabem sobre nos!
Victoria: Mas estão entrando dentro da minha casa, então eles sabem.
Louis: Então você tem que atender a visita.


...

Nenhum comentário:

Postar um comentário